Efeito de uma Intervenção Cognitivo-Comportamental nos Aspectos Psicológicos, Clínicos e Neuroendócrinos em Pessoas com Psoríase em Placas

Leonardo Machado da Silva1,  Gabriel José Chittó Gauer2

Psoríase é uma doença dermatológica que tem uma interface com aspectos primários e secundários a aspectos psicológicos. No entanto, muito poucos tratamentos para psoríase levam em conta ferramentas psicológicas para ajudar a lidar com a doença e suas consequências.

Este estudo propõe um modelo inédito de intervenção individual de base cognitivo-comportamental que busca avaliar o seu efeito nos aspectos psicológicos, clínicos e neuroendócrinos em pessoas com psoríase em forma de placas. Os objetivos secundários incluem identificar a influência da intervenção proposta nos níveis de estresse, qualidade de vida dos pacientes e nos sintomas de ansiedade e depressão, assim como possível efeito nas lesões.

Pacientes com psoríase em placas (N=30) foram divididos em dois grupos de intervenção, o primeiro somente intervenção médica, SI (n=16) e o segundo grupo de tratamento combinado médico-psicológico TC (n=14). Os pacientes do grupo TC foram submetidos a uma intervenção individual composta de dez sessões de base cognitivo-comportamental, e tiveram as seguintes variáveis avaliadas na linha de base e pós-tratamento: grau de severidade e extensão das lesões (PASI-Psoriasis Area and Severity Scale), níveis de stress (ISSL-Inventário de Sintomas de Stress LIPP), níveis de depressão (BDI-II), níveis de ansiedade (BAI), e qualidade de vida (SF-36). O cortisol salivar foi obtido para verificar a performance do eixo hipotalâmico-hipofisário-adrenal.  

Os resultados do grupo TC constituíram na redução do PASI (p=0,031), níveis de depressão (p<0,001) e ansiedade (p=0,001), assim como um aumento em três domínios de qualidade de vida: dor (p=0,033), funcionamento social (p=0,003) e saúde mental (p=0,003). O cortisol salivar apresentou-se mais baixo em três medidas: nível matinal (p=0,030) e à tarde (p=0,041), e no perfil diurno (p=0,039). Os resultados demonstraram uma melhora significativa das medidas após a intervenção combinada em todos os tipos de variáveis, clínica, biológica e nas medidas psicológicas, de uma ligeira vantagem do tratamento combinado em relação ao tratamento médico somente. Esse estudo demonstra uma intervenção psicológica efetiva na melhora clínica do pacientes com psoríase em placas, e aponta para a necessidade de inclusão de variáveis psicológicas em qualquer pesquisa que envolva tratamento de psoríase.

Referências bibliográficas
Christophers, E. Comorbidities in Psoriasis. Clinics in Dermatology, 25, 229-34, 2007.}
Evers., A. W. M.; Verhoven, A. W. M.; Kraaimaat, F. W.; De Jong, E. M. G. J.; De Brouwer, S. J. M., Schalkwijk, J.; Sweep, F. C. G. J.; Van Der Kerkhof, P. C. M. How stress gets under the skin: cortisol and stress reactivity in psoriasis. British Journal of Dermatology, 163, 986-991, 2010.
Ludwig, M. W. B.; Muller, M. C.; Redivo, L. B.; Calvetti, P. U.; Silva, L. M.; Hauber, L. S.; Fcchin, T. H. J. Psicodermatologia e as Intervenções do Psicólogo da Saúde. Mudanças – Psicologia da saúde. 16 (1), 37-42, 2008.
Rieder, E.; Tausk, F. Psoriasis, a model of dermatologic psychosomatic disease: psychiatric implications and treatments. International Journal of Dermatology. 51: 12-26, 2012.

1Leonardo Machado da Silva, psicólogo, mestre em Psicologia da Saúde (Bath University/UK) e doutor em Psicologia Clínica (PUCRS). É Professor Adjunto da Faculdade de Psicologia da PUCRS.
2Gabriel José Chittó Gauer, médico psiquiatra, doutor em Medicina e Ciências da Saúde (PUCRS) e pós-doutor em Medicina (Maryland, USA). Professor titular e pesquisador da Faculdade de Direito da PUCRS (nível 1D).

Copyright © ISMA-BR 2001
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial.
ISMA-BR - International Stress Management Association no Brasil
CNPJ: 03.915.909/0001-68
Rua Padre Chagas, 185 conj. 1104
Moinhos de Vento
90570-080 Porto Alegre, RS
+55 51 3222-2441
stress@ismabrasil.com.br